Blogroll

15 de nov de 2009

Fama (2009)


Sou fã confesso dos musicais. Minha afeição vem de pouco tempo; desde que assisti Moulin Rouge - Amor em Vermelho que mudou também minha forma de enxergar o cinema. Desde então a sensação causada por assistir musicais é simplesmente viciosa. Fama do diretor Kevin Tancharoen, em seu primeiro longa-metragem, conta de forma atraente a busca do sonho de vários jovens que conseguem entrar no mais importante conservatório de Nova York.

Fama é um filme que não apela muito para ter público e não trata-se de um musical propriamente dito. Os atores cantam e até dão piruetas, mas não como em musicais convencionais em que os personagens dialogam cantando. Eles simplesmente cantam, como você, eu ou como qualquer outra pessoa que canta no seu dia a dia. No entanto, algumas letras dizem o que os personagens querem falar quando elas são cantadas. Felizmente o elenco é bem convincente nas atuações e no canto, sobretudo Naturi Naughton. Uma ideia inteligente foi optar por uso de atores iniciantes, dá-nos uma sensação mais realista ao assistir a projeção. São pessoas realmente em busca da fama, mas na vida real mesmo. Há um ensinamento explícito no filme: o de que é preciso ter talento e aperfeiçoá-lo para alcançar o sucesso. Não basta querer, tem que mostrar que sabe. Espero que os atores novos desfrutem tal aprendizado já que há talentos dispensáveis no longa.

Em resumo, Fama é um filme teen e não se trata de nenhum High School Musical. Não há aprofundamento em determinado personagem, ou seja, não existe um protagonista ali e o antagonista é a própria capacidade de cada um se superar. E isto, de certa forma, é bom para a apreciação do filme. O produto tornaria-se cansativo caso a história de casa personagem fosse mais profunda. O que precisamos saber vem nos diálogos, nada forçado do tipo “Ei, deixa eu contar minha história de vida!”.

Kevin Tancharoen faz uma retratação bem forte das mulheres em seu longa, mesmo que sejam adolescente ou as mães de adolescentes que mal tem espaço. O filme começa com as audições de jovens para entrar no conservatório. Jenny (Kay Panabaker) sonha em fazer a arte da interpretação, porém tem dificuldades (ou talvez timidez) em se expressar; Denise (Naturi Naughton) é uma brilhante pianista clássica que é aconselhada a dedicar-se a outras coisas, porém a pressão dos pais a deixa receosa e insegura; Kevin (Paul McGill) é o mais empenhado bailarino da turma, porém não consegue ser o melhor. Dos três personagens que citei, todos eles têm os seus "poréns". Todos eles têm dificuldades em alcançar seus objetivos e o filme não tratará de dizer se eles conseguem ou não, conta apenas a trajetória de cada um deles durante quatro anos, como eles aprenderão a superar as dificuldades ou até mesmo se adaptar a elas.

Chega a ser um filme maduro, porém quando tenta tratar de assuntos mais sérios, como o suicídio por depressão, acaba deslizando. Ótimo que Tancharoen não insiste nisto, trata apenas de contar o fato e seguir com o filme, acaba tendo um resultado bem interessante de ser assistido, é óbvio que os deslizes são previsíveis logo que você sabe do que se trata o filme, mesmo que surpresas agradáveis surjam de vez em quando é inegável que o preconceito exista de fato. Ah, antes que perguntem, eu não assisti ao Fama original dos anos 80, por isso não comentei, nem fiz comparações.


Fama
(Fame, EUA, 2009)
Direção: Kevin Tancharoen Roteiro: Allison Burnett, Christopher Gore Elenco: Kay Panabaker, Walter Perez, Naturi Naughton, Asher Book, Kherington Payne, Collins Pennie, Kristy Flores, Paul McGill, Bebe Neuwirth, Paul Iacono, Charles S. Dutton, Kelsey Grammer, Anna Maria Perez de Tagle, Megan Mullally, Debbie Allen. Musical. 107 min.

6 comentários:

  1. Adoro musicais também. Minha iniciação veio um pouco tardia. Foi com "Chicago", que até hoje hoje acho um filme extraordinário. Com o tempo, fui visitando e revisitando outros. "Fama" parece ser fraco, mas darei uma chance. Até porque seus comentários me deixaram curioso.

    ResponderExcluir
  2. O trailer desse filme é um tanto convidativo! Não gosto muito de musicais, mas todos que vi foram bons, exceto : Hairspray! Fama verei. Boa indicação!

    ResponderExcluir
  3. Wally, minha paixão surgiu meio tardia também e eu nunca assisti "Chicado" (tenho muita vontade). Confesso que não queria assistir "Fama", foi uma surpresa bem agradável.

    Ricardo, você já assistiu "Moulin Rouge"? Conheço cinéfilos que não gostavam de musicais e bastou assistir "Moulin Rouge" para essa opinião mudar. E sério que você não gosta de "Hairspray"? Deus, adoro esse filme é contagiante. =D

    ResponderExcluir
  4. Eu amo Moulin Rouge! Também gosto de Sweeney Todd, Flashdance, DreamGirls. Esses mais atuais sim, menos Hairspray e um que ainda não vi mas acho que não vou gostar é Mamma Mia! Mas musicais são legais sim, repito Moulin Rouge é o meu favorito!

    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  5. Ah, que ótimo que tenha visto "Moulin Rouge", então ^^

    ResponderExcluir
  6. Ola, esse não é para postar apenas arumei esse lugar para deixar o meu comentario sobre a pagina.

    minha prima Ingryd que indicou. tambem tenho uma pagina e nela coloco tambem todos os filmes que eu assitir criticando com nota e dando minha opnião.

    cinemadorichardson.blogspot.com

    ResponderExcluir

Dê sugestões, idéias, fale sobre a postagem, critique. 1ª visita? Deixe seu nome, cidade e idade! Evite comentários anônimos, ofensivos ou spam. Se for sobre o filme, evite spoiler para que nenhum outro leitor veja acidentalmente. Assim que ler, responderei e publicarei aqui. Volte para ver a resposta. Obrigado pela Visita!