Blogroll

22 de jul de 2009

Harry Potter e O Enigma do Príncipe


* o texto contém spoilers

J. K. Rowling não teme “assassinar” seus personagens. Desde de O Cálice de Fogo as mortes têm sido cada vez mais frequentes em sua estória. Ela sabe como fisgar o leitor, criando, em cada livro, situações intrigantes e transforma o velho em novo. Rowling, obviamente, sabe que os leitores mais jovens crescem nos anos que separam os lançamentos dos livros e usa palavras em contextos certos, mantendo antigos leitores e conquistando novos.

Percebemos, ao ler o livro, que Harry não é mais o bruxinho que Hagrid buscou na casa dos Dudley. Ele está bem amadurecido devido aos últimos acontecimentos – a batalha com os Comensais da Morte no Ministério da Magia e principalmente a morte de seu padrinho Sirius. Não há mais surpresas no mundo mágico – não confunda com mistério – só aceitação. Harry vai, enfim, aceitando sua importância. Hermione fica confusa com os sentimentos e não encontra respostas nos livros que devora na biblioteca. Rony tira proveito da popularidade de ser um jogador de Quadribol. Sim, Ronald Wesley está no time de Quadribol de Grifinória como sempre sonhou (e por mérito próprio). Os hormônios estão a flor da pele em Hogwarts.

Rowling não deixa de lado a trama principal da estória: o enigma do Príncipe. É uma carga gigantesca de situações que faz que o leitor, como Harry, esqueça de dar mais atenção a certas coisas. O garoto fica viciado no livro de porções antigo e na fama que ele gera. Não se esforça, mas deseja saber quem era – ou é – o tal Príncipe Mestiço que se diz dono do livro e fazia anotações melhorando o preparo das porções. Têm que ter aulas com o diretor Dumbledore, mostrando lembranças de Tom Riddle cuja importância será crucial no conclusão do livro e da saga. E talvez a trama mais difícil de resolver: o repentino(?) interesse em Gina Wesley. Junte tudo isso com uma mescla de humor nos diálogos afiadíssimos da autora e o resultado é uma leitura deliciosa e ininterrupta.

Harry Potter e o Enígma do Príncipe
J. K. Rowling
Rocco

5 comentários:

  1. A irritação da fila, não permitiu que eu visse o filme.

    ResponderExcluir
  2. Valeu pelo elogio lá ! Na época de escola cheguei a ler dois livros da série mas nem curto não . Não vi nem o primeiro filme hauhua .

    Abraços .

    ResponderExcluir
  3. Eu não li o livro, mas assisti à adaptação e adorei! A cena final, com a morte de um dos personagens, me emocionou - e eu nunca pensei ficar emocionada num filme do Harry Potter.

    ResponderExcluir
  4. Cleber, comprei o ingresso antecipado ou então estaria na mesma situação que você. Aguarde as primeiras semanas passarem e você verá como as filas diminuirão ;DD

    Gabriel, uma pena que você não assistiu o primeiro filme. Eu adoro Harry Potter, mas só comecei a ler no quinto livro, nunca li os outros quatro anteriores...

    Kamila, o livro é infinitamente superior ao filme. Mas a adaptação é formidável. Adorei a cena final, mesmo com suas modificações e adorei que colocassem Belatriz na torre de astronomia! :DD

    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  5. Não tenho vontade alguma de ler a obra, mas o filme é muito bom.

    ResponderExcluir

Dê sugestões, idéias, fale sobre a postagem, critique. 1ª visita? Deixe seu nome, cidade e idade! Evite comentários anônimos, ofensivos ou spam. Se for sobre o filme, evite spoiler para que nenhum outro leitor veja acidentalmente. Assim que ler, responderei e publicarei aqui. Volte para ver a resposta. Obrigado pela Visita!